A3 BLOG

Qualidade de vida no trabalho

Publicado em 21/10/2020

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, qualidade de vida é “a percepção do indivíduo de sua inserção na vida, no contexto da cultura e sistemas de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”. Trata-se de um completo bem-estar físico, social e emocional e não apenas da ausência de doenças. Por isso, não podemos ignorar as implicações que o ambiente de trabalho projeta na vida das pessoas. 

 

Além de ser a fonte primordial de sustento nas sociedades modernas, o trabalho é também o elemento mais importante da produção social. Todo trabalho exige uma certa quantidade de energia física e psíquica que, nesse processo, é chamada de força do trabalho.

 A busca pela qualidade de vida no trabalho tornou-se cada vez mais necessária, uma vez que é direito do colaborador exercer suas funções em locais que proporcionem satisfação e tragam motivação para cumprimento de suas atribuições. 

Um local de trabalho saudável é aquele em que trabalhadores e líderes colaboram para o processo de melhoria contínua a fim de proteger e promover a saúde, segurança e bem-estar de todos os colaboradores e a sustentabilidade do local de trabalho, considerando o seguinte: 

  • questões de saúde e segurança no ambiente físico de trabalho;
  • questões de saúde, segurança e bem-estar no ambiente psicossocial de trabalho, incluindo a organização do trabalho e a cultura do local de trabalho;
  • recursos de saúde pessoal no local de trabalho; e·
  • formas de participação na comunidade para melhorar a saúde dos trabalhadores, suas famílias e demais membros da comunidade.

Para muitos de nós, o trabalho é uma parte importante de nossas vidas. É onde gastamos muito do nosso tempo, obtemos nossa renda e, frequentemente, fazemos nossos amigos e mantemos a maior parte de nosso círculo social. Ter um emprego gratificante pode ser bom para sua saúde mental e bem-estar geral.

A saúde mental existe da mesma forma que a saúde física e também passa por oscilações a depender de determinados fatores como cuidados preventivos, investimento em esforços específicos, a presença ou ausência de agentes adoecedores, etc. Considerando quanto tempo passamos no trabalho, não é surpreendente que os ambientes de trabalho e a cultura afetem nosso bem-estar. Dados como os da Previdência Social são alarmantes: a cada ano mais de 200 mil trabalhadores se afastam de suas atividades devido a transtornos mentais.

Uma profusão de dados demonstra que, a longo prazo, as empresas que promovem e protegem a saúde dos trabalhadores estarão entre as mais bem-sucedidas e competitivas e também desfrutarão de melhores taxas de retenção de funcionários. Assim, é importante que os empregadores considerem a saúde do trabalhador como importante ativo para a empresa.

A adesão a tais princípios evita licenças médicas indevidas e invalidez, minimiza os custos médicos, bem como os custos associados à alta rotatividade, como treinamento e processos contínuos de recrutamento e seleção, e aumenta a produtividade e a qualidade dos produtos e serviços a longo prazo.

É fato, portanto, que as organizações têm melhor desempenho quando os funcionários estão saudáveis, motivados e concentrados. Pesquisas mostram de forma consistente que quando os funcionários se sentem valorizados, apoiados e que seu trabalho é significativo, tendem a ter níveis mais elevados de bem-estar, maior comprometimento com os objetivos da organização e melhor desempenho. Estudos mostram que as organizações com níveis mais altos de engajamento dos funcionários se beneficiam de melhor produtividade, lucratividade e comprometimento da equipe.

Empregadores inteligentes sabem que as organizações são tão fortes quanto seus colaboradores, pois dependem de uma força de trabalho saudável e produtiva. Eles também sabem que as pessoas têm um desempenho melhor quando se sentem capazes de se dedicar ao trabalho, num nível inclusive emocional, e quando estão confiantes, motivadas e totalmente focadas em fazer isso. Boa saúde mental é a base disso. Gerenciando e apoiando positivamente o bem-estar mental dos funcionários, os empregadores podem garantir que a equipe atinja seu potencial - e isso permite que a empresa atinja o desempenho máximo.

A saúde, segurança e bem-estar dos trabalhadores são preocupações vitais para centenas de milhões de trabalhadores em todo o mundo. No entanto, o problema se estende além dos indivíduos e suas famílias. É de suma importância para a produtividade, competitividade e sustentabilidade das empresas, comunidades e economias nacionais e regionais que queiram garantir a rentabilidade e bons indicadores de forma geral.

 FONTES:

MENTAL HEALTH FOUNDATION. How to support mental health at work. 2020.

MENTAL HEALTH FOUNDATION. Introduction to mentally healthy workplaces. 2019.

SILVA, S. R.; NASCIMENTO, R. M. L. L. Qualidade de Vida no Trabalho. Repositório Institucional UniEVANGÉLICA, Anápolis - GO, 26 dez. 2019.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Healthy workplaces: a model for action. 2010.