Ser profissional nos dias de hoje é similar uma série de atitudes, habilidades e competências para ser um diferencial no mercado.

Se na Idade Média o profissionalismo era uma qualidade ainda relacionada à maestria de realizar com perfeição o ofício que se levou anos para aprender, a modernidade tratou de adicionar outros valores a esse conceito.

Além de se preparar para exercer um cargo com todo o conhecimento técnico necessário – e sempre estar atento às novidades que surgem todos os dias -, ser reconhecido como profissional requer investimentos em habilidades e atitudes que podem não fazer parte das grades curriculares de cursos técnicos ou superiores. Continuar lendo