Interligados, vários fatores contribuem para que a carreira de engenheiro esteja entre as mais promissoras no Brasil neste início de século XXI, e sem sinais de entrar em decadência. A demanda por profissionais qualificados nessa área cresce na mesma proporção que a nossa economia em plena ascensão.

Mas mesmo com esses e até outros incentivos, como bons salários e baixa taxa de desemprego, o país vive uma preocupante escassez de engenheiros em todos os setores responsáveis por engrenar nosso crescimento. Continuar lendo