A indústria alimentícia brasileira acompanhou o crescimento da economia e se desponta como uma das mais produtivas do mundo. Uma área que tem atraído não apenas investidores, mas também profissionais de vários ramos de atuação, com destaque para a Engenharia de Alimentos.

Por que ser engenheiro no Brasil?

Basicamente, o curso envolve técnicas empregadas para a fabricação, conservação, armazenamento e transporte de alimentos industrializados. O engenheiro habilitado em Alimentos pode trabalhar diretamente com pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e tecnologias, produção, garantia e fiscalização de qualidade.

Há ainda a possibilidade de operar diretamente no marketing e comercialização. “Podemos utilizar nosso conhecimento técnico para prospecção de negócios, aberturas de mercados e desenvolvimento de produtos juntos ao próprio cliente”, afirma a engenheira Larissa Bueno da Cunha, responsável técnica de uma indústria alimentícia em Goiás. Continuar lendo