Ser profissional nos dias de hoje é similar uma série de atitudes, habilidades e competências para ser um diferencial no mercado.

Se na Idade Média o profissionalismo era uma qualidade ainda relacionada à maestria de realizar com perfeição o ofício que se levou anos para aprender, a modernidade tratou de adicionar outros valores a esse conceito.

Além de se preparar para exercer um cargo com todo o conhecimento técnico necessário – e sempre estar atento às novidades que surgem todos os dias -, ser reconhecido como profissional requer investimentos em habilidades e atitudes que podem não fazer parte das grades curriculares de cursos técnicos ou superiores.

Ao conceito de profissionalismo, podem-se vincular três preceitos básicos de atuação de quem quer atingir essa excelência. A primeira seria realizar o trabalho seguindo os princípios éticos da empresa e das relações com a equipe e o cliente. O que pensar, por exemplo, de alguém que coloca em risco os bons resultados do negócio em prol de objetivos pessoais?

O profissional também deve estar ciente de que para prestar um bom serviço ao cliente, é crucial definir quais são as reais necessidades desse. Aos satisfazê-las da melhor forma possível, o colaborador dá provas ao empregador de que tem competência para permanecer no time.

Para fechar esse tripé, o verdadeiro profissional deve direcionar corretamente seus esforços para fazer seus atributos com qualidade, sem lesar o empregador e o cliente. É preciso ainda demonstrar abertura para ir além da sua função e ser um diferencial, pois isso é essencial para sua visibilidade e credibilidade.

Existem outros conceitos que podem ser agregados ao profissionalismo. As empresas da atualidade, por exemplo, procuram colaboradores interessados em atingir resultados com ideias inovadoras e soluções individualizadas para cada situação. Essa é uma característica bastante reconhecida na Geração Y, mas que deve ser incorporada por quem deseja ser reconhecido como um profissional em excelência.

Há ainda outras competências inerentes ao profissionalismo, como ter visão estratégia, humildade, flexibilidade, objetividade, organização, saber trabalhar em equipe, dentre muitas outras. Sobre elas, a diretora da A3, Alessandra Luzine, falará com detalhes na nossa série especial a respeito do assunto. Fique ligado!