Para muitos, um amontoado de bytes sem sentido. Para uma empresa, um patrimônio de valor inestimável. O mundo dos negócios gira em torno da informação e a cada dia nascem novas necessidades para que os dados sejam gerenciados de forma facilitada e segura.

Um terreno primoroso que propiciou a ascensão da Tecnologia da Informação (TI), que mesmo diante das grandes expectativas de sucesso e estabilidade financeira, já sofre com o déficit de profissionais qualificados.

Recentemente, a Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação) divulgou uma pesquisa alarmante. Para este ano, o mercado sofrerá com a falta de pelos menos 92 mil profissionais de TI. Em 2020, serão necessários pelo menos 720 mil.

E em meio a tamanho contraste, vale a pena conhecer um pouco mais dessa área de atuação para, quem sabe, investir nela.

As nuances da área de TI

Tida como símbolo de modernidade e otimização de serviços, a Tecnologia da Informação envolve várias áreas do conhecimento e, por isso, defini-la não é tão fácil. Ela é basicamente conhecida pelo aglomerado de atividades munidas por recursos da computação com o objetivo de armazenar, acessar e usar informações.

Por sua abrangência, o profissional de TI tem uma gama de segmentos para se especializar: banco de dados, desenvolvimento, infraestrutura, redes, segurança, gestão de recursos, dentre muitos outros. E se especializar em um deles é a garantia de obter estabilidade no mercado.

A qualificação

Cada negócio tem necessidades específicas e o TI precisa se adaptar a elas. Por ser um setor que muda de tendências constantemente, quem não acompanha de perto essas inovações perde oportunidades e dinheiro.

Ciência da Computação, Engenharia da Computação e Sistemas de Informação são as graduações indicadas para os que desejam seguir carreira na área de TI. Mas existem outros cursos com foco mais técnico, como Redes de Computadores e Banco de dados, como também pós-graduações e certificações. É crucial também ter domínio de alguma língua estrangeira, em especial o business english.

Inicialmente, o salário de um TI gira em torno de R$ 2 mil, mas com a qualificação durante a carreira pode chegar a R$ 20 mil, fatores dentre outros que coloca a profissão entre as  mais promissoras da atualidade.

A promessa de crescimento é tanta que muitos estão escolhendo a área como segunda graduação, uma vez que as grandes companhias investem cada vez mais na implantação e desenvolvimento de novas tecnologias. Então se você almeja coligar estabilidade financeira a uma profissão promissora, bem-vindo a era da Tecnologia da Informação.